terça-feira, 31 de julho de 2012

Um novo mês começa amanhã.....

Sempre fui muito quieta, nossa até de mais!! kkkk

É muito complicado você se mostrar verdadeiramente para as pessoas, pois elas te aceitarem como você é de verdade é muito complicado.

Sempre me viram como burrinha, engraçada e quieta, incapaz de fazer algo de errado, claro que não saio fazendo burrice á torto e esquerdo, mais sinceramente, tenho minhas impressões da vida e do que fazer com ela, caso gostem ou não.

É tão decepcionante, você se esforças para agradar os outros e se anular, que penssei - Porque raios estou fazendo isso? Tenho que me respeitar a cima de tudo, tenho que me agradar acima de tudo, não a eles, eu tenho que me amar antes de penssar em amar mais alguém! E é esse meu pedido esse mês que vai entrar.

Que eu consiga isso, me amar mais!!! Me da o valor devido e sempre descobrir o que eu gosto, de verdade e não o que os outros querem que eu goste!!!

Espero sinceramente realizar esse objetivo em minha vida, pois sei que me libertando esses "males" vou crescer como pessoa.... e é isso que quero, libertar meu "Eu" verdadeiro!!! E finalmente Viver um pouco!!!

Conto - Cap. 02

Pois bem amigos, criei uma página no blog, aonde vou postar os capítulo desse meu primeiro conto.
Esse mês começo um novo, ai as postagens serão semanais, mais como esse serão contos curtinhos, espero que curtam e lembre-se: Não sou escritora!!! Então não esperem muitooo, é só uma forma poética de mostrar o quando amo o universo dos livros!!! rsrsrsrsrs.


Bjs!!!

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Conto - Cap.01

Bem gente deixa eu explicar, esse conto originalmente foi feito em 2011 com o título de "Acreditando no amor", bem agora vou postar com algumas alterações que achei nescessárias, espero que gostem.
Bjsssss!!!

Capítulo 01
Ela se lembrava bem de como a vida era menos complicada para Lili antes de conhecer Victor, ela se sentia num verdadeiro Dejavú quando ouviu seu nome pela primeira vez.
Foi exatamente á 3 anos que seu tormento teve início, quando Thiago seu amigo fiel e noivo de sua melhor amiga Kate, chegou para ela e para Bia com a grande novidade:
- Finalmente consegui alguém para dividir a casa conosco, meu amigo de infância Victor conseguiu a vaga no escritório hoje e precisa de um lugar para morar. O que vocês acham?
Bia: - Ele é confiável? Afinal nenhuma de nós precisamos de tarados em casa, é uma grande responsabilidade ter outro homem morando conosco, além disso Kate e você dormem juntos, já eu e Lili ficamos mais expostas, é perigoso, agora se ele for um gato, é perigoso pra ele, né Lili? Kkkkkkkkkk
Lili: - Fale por você, eu não fico me atirando pra nenhum homem, não vou começar agora. O que me importa de verdade, é se esse tal de Victor é confiável.
Bia: - Falou a beata! Kkkkk
Thiago: - Claro que é, conheço ele a minha vida toda, não sou maluco para por qualquer um perto de vocês.
Nisso Lili confiava, conheceu o Thiago, na faculdade logo que se mudou para o campus,Thiago e ela faziam 2 matérias juntos no período.
Thiago é um homem muito charmoso, alto e com um corpo bem torneado, sabe se vestir muito bem, cabelos castanhos e olhos verdes , com uma pele cor de caramelo, chama muita a tenção das garotas, além do charmoso sotaque do sul, típico de um bom curitibano, Lili morria de vergonha de ficar perto dele, achava que todas a olhavam com desprezo e curiosidade de como um homem assim andava com ela, mesmo sabendo que ele estava 1 ano adiantado, ele sempre a ajudou, fizeram amizade de cara, assim depois de 1 ano estudando juntos ela se acostumou com os futricos.
O que era mais espantoso na relação dos dois é que nunca, ouve uma ligação amorosa ou sexual entre eles, o que para um homem como Thiago era raro, ele era um homem lindíssimo e Lili poderia facilmente se apaixonar por ele, mais nunca aconteceu. O que foi bom por um lado, com o tempo, ela o via como um irmão mais velho, e ele também, eram confidentes. Ele já era pra ela seu melhor amigo, o único na verdade, já que não conseguiu esse vinculo com mais ninguém naquele ano. 
O engraçado foi como descobriram esse vinculo, era uma sexta á noite, depois de várias horas projetando uma maquete para o trabalho de paisagismo 2 na biblioteca do campus, eles estavam morrendo de fome, Thiago a chamou para comer em um pub perto do campus, ela aceitou.
Uma hora depois de chegarem e beberem uma cerveja, eles começaram a falar de tudo, das famílias, amigos deixados pra trás por causa da faculdade, etc...
Thiago: - ..... é engraçado, nunca me senti tão bem em falar sobre tudo com uma mulher, sem querer levá-la pra cama, kkkkkkkkkk, desculpa Lili, não quis te ofender. É que não te vejo dessa forma, e olha que ás vezes nesse quase 1 ano queria muito te ver assim. Mais não consigo.
Lili: - Não se desculpe, entendi o que quis dizer, e também penso o mesmo, é estranho não?  Kkkkkk
Thiago: - Sabe uma coisa eu já pensei em fazer pra ter certeza de que nunca poderíamos ter nada. Pensando nisso talvez ....
Nesse momento ele se sentou ao lado de Lili, se aproximou com calma e posou a mão dele em seu pescoço, e a aproximou de deu rosto, com um leve movimento, delicado mais forte, se aproximou de sua boca e a beijou, com intensidade e delicadeza, Lili retribuiu o beijo da mesma forma, afinal pensou “ não custa tentar”.
Depois de uns segundos pararam e se olharam, por incrível que pareça, Lili achou que ele a olhara com os olhos espantados, ela pensou “ nossa será que beijo tão mal assim?”. Mais uma coisa tinha certeza, não sentiu absolutamente nada com o beijo, não porque foi ruim, ao contrário foi ótimo, comparado com os poucos caras com que já tinha ficado, com certeza esse beijo derreteria qualquer mulher. Mais não sentiu nada, essa sensação deu em Lili uma pontada de tristeza, ela gostava tanto do Thiago, seria muito legal se ele fosse o cara certo, nesse momento ela olhou para o céu e em pensamento falou: “ Valeu, o homem perfeito e não sinto nada, já o errado né? É sempre mais tentador! Podia uma vez me mandar um que preste, mais não, obrigada! Afff.”
Quebrando o silencio Thiago falou: - Nossa nunca me senti tão estranho, parecia que tinha beijado minha mãe ou minha irmã.
Lili: -Sei como se sentiu, eu também senti o mesmo. Falou com uma certa decepção no olhar.
.........
Eles combinavam muito, ambos engraçados e discretos, adoravam artes e faziam cursos que se complementavam, ela Arquitetura com ênfase em paisagismo, ele Engenharia civil com mestrado em paisagismo, com isso sempre faziam 2 ou 3 matérias juntos, o que pra Lili era ótimo ele sempre a ajudara nas matérias. Mais fora a grande amizade nada mais rolava. O que pra ela era uma benção e ao mesmo tempo frustrante.
Lili nunca foi uma mulher que chamava a atenção dos homens bonitos, ela era o tipo de mulher comum, ou que se achava assim, mesmo com as amigas falando o quanto ela era bonita, nunca se convenceu. Lili era uma mulher de estatura média, cabelos cobreados, olhos verdes e pele morena clara, ela era a levantadora do time de vôlei da escola, seu corpo era bem curvilíneo, isso pelos anos de aulas de dança que amava fazer, com bustos grandes e quadris largos, sempre achou que tinha muito dos dois e isso a fazia usar roupas que não desse destaque de mais nesses seus atributos físicos, o que revoltava as amigas, já que elas adoravam esses atributos e viviam falando o que dariam pra ter eles também.
No colégio interno de freiras que estudou no Rio, não saia muito, por isso só teve 1 relacionamento sério, até hoje não sabe como conseguiu perder sua virgindade com seu único namorado. Pedro um vizinho dela, que ela adorava na infância e que não acreditou quando ele a pediu em namoro, foi o dia mais feliz da vida dela, namoraram por quase 2 anos antes de Lili escolher se mudar para a faculdade que ela tanto sonhava em fazer, ele nem pensou em tentar outra possibilidade, só terminou com ela e quando lili viu, 3 dias depois estava com uma linda loira se agarrando na porta da casa dele. Isso a arrasou, ela achava que Pedro a respeitava e tudo o que fez foi usá-la e depois descartar, foi um período difícil na vida e em sua auto estima, mais guardou pra sim, pois sabia que faltava 4 meses para se mudar.
.........
Quando chegou o fim do primeiro ano da faculdade Lili  procurou sair dos dormitórios, era muito ruim a barulheira além a falta de privacidade.
Um dia dentro da aula de design de interiores, conheceu a Kate, uma mulher muito linda, loira, com olhos cor de mel e pele morena clara com a de Lili e um corpo muito bonito, mesmo não sendo magro de mais tinha curvas muito bem delineadas, elas logo se deram bem, afinal eram as únicas cariocas no meio de tantos mineiros.
Kate morava com Bia uma colega de turma delas. Bia  a minerinha, sem dúvida a mais sex, decidida e direta com as palavras, seu corpo escultural exibia seu seios de silicone que ela adorava ostentar em grandes decotes e vestidos curtos, cabelos negros e pele branca contratava com seu lindos olhos azuis, logo que se conheceram foi amizade a primeira vista, pois além daquele corpos que chamava os homens de longe, ela tem uma personalidade única, doce, engraçada e muito decidida. Lili nunca ficou tão feliz quando no dia em que a convidaram pra morar com elas, a amizade que construíram foi rápida e única, éramos como pontas de um triangulo perfeito, uma completava a outra.
Foi no dia da mudança que esse triangulo virou um quadrado, ela nunca esqueceu, Thiago a ajudou com a mudança e assim que viu Kate foi amor á primeira vista. Bem ela poderia nunca viver um amor assim, mais como a Bia, ela poderia dizer que uma vez na vida viu um nascer em sua frente.
...........
Após 3 anos de faculdade, a amizade dos quatro só aumentou, Thiago veio morar conosco, mais precisamente pro quarto de Kate, e depois disso, para nossa nova casa no centro de Juiz de Fora, que alugamos após sairmos da faculdade.
A casa tinha 4 suítes e além de uma ótima sala, copa, lavanderia, cozinha, varanda, jardim, garagem para até 4 carros e fundos com piscina, era perfeita pra todos e dentro do objetivo de depois no futuro comprar e transformar em um prédio onde todos morariam com suas famílias, a casa era dentro de um condomínio bem familiar, afinal já éramos uma família, o que fez com que Bia controla-se seus impulsos de levar homens para casa, ninguém queria ficar com má fama no condomínio. E assim começou suas vidas como trabalhadores, independentes e pagadores de conta.
....................

Começar de novo

Nossa gente, nem sei se consigo voltar a escrever no blog, é uma falta de tempo, quando eu vejo pronto, já passou e nada de escrever.
Mais agora prometo tentar escrever mais, e por um pouco do que gosto e do que curto.

 Vou falar do meu 2º amor então: LIVROS....... Ai livros, amo entrar nesse mundo, me deixar elvar prela fantasia e criatividade, li tantos livros que ja perdi a conta.
Mais o que me viciou foi uma coleção que me fez ver meu lado "DOM" de ser, rsrsrsrsrsrrss.

________A IRMANDADE DA ADAGA NEGRA____________

Pois é, acho que pequei, rsrsrsrs, nunca imaginei que poderia gostar desse tipo de leitura, mais é viciante. Consegui ler os 3 primeiros livros em 1 mês, cada um com mais ou menos 500 páginas, até eu fiquei surpresa. Os outros nem contei o tempo mais com certeza foi bem rápido, rsrsrsrs.


Assim, livros de ficxão foram sempre minha paixão, vampiros então nossa, minhas amigas adoram zombar d mim com isso!!!

Nesses livros eles são totalmente homens com H, e super sex além de super guerreiros, então se vc espera ver um Edward, não rola nesses livros, eles são muito melhores e tem para todos os gostos.


Os livros são pura explosão de sentimentos, nossa como voei neles, rsrsrsrs.
Descobri em mim um novo lado que nunca tinha imaginado ter, um lado que ao mesmo tempo é bom da medo pois nunca achei que isso me afetaria assim, mais sabe gostei muito de descobrir esse meu lado mais mulher de ser!!! rsrsrsrs

Bem é melhor parar por aqui, se não já viu, rsrsrsrs.

Depois vou falando mais e postando meu novo robi, meus contos. rsrsrsrs

Eles ja foram postado no Blog Leirutas apaixonantes mais agora vou postar aqui á pedidos das amiga. E ja estou escrevendo um novo, rsrsrsrs, inspiração é que não falta.

Bjs!!!